Você está aqui: Home › Colunas › Direto da Redação
Direto da Redação

E-mail: noticiasdaregiao@terra.com.br

05/11/2018
Há 80 anos, a Capela do Socorro virou bairro

Capela do Socorro é a mais populosa Prefeitura Regional de São Paulo com quase 700 mil pessoas, maior do que a grande maioria dos municípios brasileiros. É o segundo bairro em extensão da cidade, com 134,2 quilômetros quadrados, só perdendo para Parelheiros. A Capela do Socorro completou em 9 de outubro deste ano, 80 anos de elevação a bairro.

Ela surgiu no início do século XX, quando São Paulo lançou o projeto de controle de vazão do rio Tietê. A região acabou beneficiada com a retificação do rio Pinheiros (diminuindo a região alagadiça) e a construção da represa de Guarapiranga (que aumentou a oferta de energia). Depois da seca de 1924, foi ampliado o projeto com a construção da represa Billings. E as pessoas começaram a chegar.

Os primeiros moradores – depois de índios e imigrantes alemães – foram os trabalhadores da crescente indústria de Santo Amaro, que se expandiu nos anos 1940. Na Capela os terrenos eram mais baratos e havia fartura de espaço.

Com a construção das represas houve também a instalação de diversos equipamentos públicos e privados de lazer (parques, clubes e áreas de recreação). Foi construída a estrada Washington Luiz (atual avenida Washington Luiz) e, mais tarde, a avenida Interlagos. Um exemplo desse tipo de ocupação foi Cidade Dutra, hoje distrito da Capela do Socorro, planejada e construída pela Auto Estradas S/A para atender a demanda de seus trabalhadores, e que se transformou num vetor de desenvolvimento.

Hoje, a Prefeitura Regional Capela do Socorro (PRCS) abriga 684.757 habitantes – 36.691 no distrito de Socorro, 203.473 no de Cidade Dutra e 444.593 no de Grajaú –, de acordo com dados do IBGE atualizados pela Fundação Seade. Se fosse município, Capela do Socorro seria o 8º do estado de São Paulo, só perdendo para a capital, Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco e São José dos Campos.

 

Coração ambiental

Seus 134,2 quilômetros quadrados são 8,8% da área da cidade – a maior parte ocupada pelas represas Guarapiranga e Billings e pela vegetação. Capela do Socorro é uma das poucas prefeituras regionais dentro do índice de área verde adequada, de acordo com determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS), de 12 metros quadrados de área verde por habitante. Seu índice é de 16,23 m2 de área verde por habitante, sendo a sexta colocada da capital.

A região tem parques de conservação ambiental, como o Parque Natural Municipal (PNM) Bororé, com área de 170 hectares, nos limites da Área de Proteção Ambiental (APA) Municipal Bororé-Colônia, assim como o Parque Natural Municipal Varginha, localizado nas vizinhanças do PNM Bororé. O conjunto dessas unidades de conservação, somado ao PNM Jaceguava, compõe um mosaico de áreas especialmente protegidas.

Há também os parques Praia do Sol e da Barragem, na represa de Guarapiranga, e o Parque Municipal do Laguinho, ex-Jacques Cousteau, que fica no bairro de Interlagos e tem remanescentes de Mata Atlântica e fauna silvestre, além de abrigar nascentes, córrego e um lago artificial.

<Sub-título>Cuidados com a população

A administração local – dirigida pelo professor e empresário João Batista de Santiago, como seu prefeito regional – vem dando ênfase à zeladoria na região. Na esteira dessa política, foi instituído o programa Zeladoria Local, que revitaliza praças e ruas para o uso das comunidades. Já foram feitas 16 edições do programa em pontos do Jardim Suzana, Jardim Primavera, Parque Grajaú, largo do Socorro, Jardim Eliana, Jardim Myrna, Jardim Clipper e Vila Friburgo, entre outros.

A Capela do Socorro possui 108 escolas, bibliotecas, hospital, um shopping center (no distrito de Socorro) e o Autódromo José Carlos Pace, palco, todos os anos, de uma das etapas do campeonato mundial de Fórmula-1.

 

Colaboração: Luiz Carlos de Assis

Foto: PMSP / Divulgação e PRCS




Coluna Interlagos

Confira aqui as notícias da sociedade e as fotos de quem é notícia em Interlagos e região.