Outras Notícias

Evento marca a abertura da exposição “Memórias e Cultura do Vale do Jequitinhonha”

Esculturas, quadros e outras peças que mostram a arte, a cultura, a tradição e os costumes do povo do Vale do Jequitinhonha estão expostos no Centro Cultural Santo Amaro (CCSA), situado na zona Sul paulistana, para visitação pública. A exposição “Memórias e Cultura do Vale do Jequitinhonha” do artista plástico Leandro Júnior, de 36 anos, teve a abertura no dia 5 de junho e fica até 16 de julho no CCSA.

“Ele refina o barro para usar como tinta em suas telas para mostrar a fé, ancestralidade e a força de um povo que ri, canta, dança e que ama a oralidade”, afirma Andrea Sousa, gestora do CCSA, acrescentando que são cerca de cinquenta obras que “mostram de forma simples e bela os sentimentos e emoções de uma senhora ao cozinhar em seu fogão ou no sorriso tímido de uma idosa negra”.

Além da exposição “O Sertão”, na Slag Gallery, em Nova York, Leandro já expôs em São Paulo e no Museu Nacional da República, em Brasília. Em Santo Amaro ele vem pela primeira vez. “A Andrea me deu esta oportunidade para trazer a cultura do Jequitinhonha prá cá e, espero, que esta seja a primeira de muitas. É importante essa troca de conhecimentos”, explica Leandro.

Importância que foi dada por prefeitos e secretários de Cultura do Vale do Jequitinhonha, que vieram a São Paulo prestigiar a abertura da exposição e assim potencializar o polo artístico, cultural e turístico do Vale. Nesse sentido, eles lançaram o projeto “Juntos Pelo Vale”.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, visitou rapidamente o Centro Cultural para saudar seus colegas prefeitos de Minas e para parabenizar o CCSA por mais esta iniciativa cultural em prol da população da região. Também o presidente Leonardo Ugolini, do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – Sul (Ciesp Sul), e sua esposa Roseli, estiveram no evento.

A abertura teve ainda uma apresentação musical muito aplaudida do maestro Vidal França e uma mesa de iguarias da culinária popular do Vale do Jequitinhonha para os presentes conhecerem e saborearem.

“A inspiração do meu trabalho vem da cultura afro e a do Vale. Lá temos 14 quilombos e minha arte tem um empoderamento com este povo quilombola”, conta o artista Leandro, que já tem algumas de suas obras compradas por artistas de Hollywood e que ele pretende entregar pessoalmente, após o fim da pandemia.

A exposição “Memórias e Cultura do Vale do Jequitinhonha”, com curadoria de Jackson Gleizer, pode ser vista, gratuitamente, de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, até o dia 16 de julho, no Centro Cultural Santo Amaro, que fica na avenida João Dias, 822, em Santo Amaro. O CCSA destaca que no local são atendidos todos os protocolos de segurança contra a Covid-19.

Comente Aqui